Share on facebook
Share on pinterest
Share on print

Inspire-se no nosso roteiro de Castro Verde para explorar o melhor que esta vila do Baixo Alentejo tem para oferecer. Aproveite-o para planear a sua viagem!

O nome de Castro Verde deve-se ao facto de se achar que esta foi edificada em cima de um castro lusitano, numa zona verdejante, a que os romanos chamaram de Castrum Veteris.

Castro Verde é uma agradável vila no interior do Baixo Alentejo, no meio de extensas planícies, no coração do “Campo Branco”. Aqui encontram-se os campos de cereais (trigo, aveia e cevada), bem como pastagens para o gado (ovelhas e vacas).

A 20 km de Castro Verde existe a Mina de Neves-Corvo, que é um dos centros mineiros mais importantes da Europa, ao ser atravessada no subsolo pela Faixa Piritosa Ibérica.

Mapa do Roteiro em Castro Verde

Os números (#) no Mapa e no Texto identificam os locais a visitar:

O que Visitar em Castro Verde

Neste Roteiro em Castro Verde vai sobretudo visitar vários locais e monumentos interessantes desta agradável vila do Baixo Alentejo.

  • Duração do Roteiro (estimada): 2 horas (30 minutos em caminho linear)
  • Extensão do Roteiro: 2,5 km (+0,5 km)

=> O percurso inicia-se na Rotunda das Ovelhas ao fundo da Rua da Seara Nova, perto do antigo edifício dos correios.

A) Fotografar a Rotunda das Ovelhas

A Rotunda das Ovelhas (1), denominada “Monumento ao Ambiente Rural”, evoca as atividades económicas tradicionais da zona, evocando quer a pastorícia, quer a agricultura.

Rotunda das Ovelhas, Castro Verde
Rotunda das Ovelhas, Castro Verde

=> Siga para a Praça da República, onde encontra esplanadas no centro do largo e cafés ao redor. A seguir, encontra a Igreja dos Remédios.

B) apreciar a Igreja dos Remédios

A Feira de Castro foi instituída a fim de custear as obras da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios (2), ou Igreja das Chagas do Salvador, por volta de 1620.

No seu interior encontram-se paredes forradas a azulejos azuis e brancos e por cima um conjunto de quadros de grandes dimensões pintados a óleo ilustrativos de vários episódios da Batalha de Ourique.

Igreja dos Remédios, Castro Verde
Igreja dos Remédios, Castro Verde

=> Junto à Igreja dos Remédios está localizado o Mercado Municipal, um Espaço para Artesãos, o Anfiteatro Municipal e o Centro de Promoção do Património e Turismo de Castro Verde, com o Posto de Turismo.

c) visitar o Posto de Turismo

Viola Campaniça em exibição no Posto de Turismo de Castro Verde

No Posto do Turismo (3) naturalmente podem-se obter informações sobre o concelho de Castro Verde. Ali vendem-se não só peças de artesanato, como também produtos regionais.

Este espaço expõe no seu interior vários objetos tradicionais, como por exemplo a viola campaniça. 

Posto de Turismo, Castro Verde
Posto de Turismo, Castro Verde

=> Continue a descer a Rua D. Afonso Henriques até à Praça do Município.

Esta rua é inegavelmente uma das mais interessantes da vila, dado nela se encontrarem uma parte dos edifícios e monumentos mais importantes. Dessa forma, aqui pode observar muitas casas interessantes de arquitetura tradicional alentejana.

=> Repare no bonito e comprido jardim de árvores que nos presenteiam com a sua sombra, com os bancos forrados de azulejos azuis e brancos junto das belas floreiras.

Jardim junto Praça Município, Castro Verde
Jardim junto Praça do Município, Castro Verde

d) conhecer a Praça do Município

Na Praça do Município (4) encontra a Câmara Municipal de Castro Verde, bem como o Padrão em frente.

Paços do Concelho

O edifício dos Paços do Concelho (da Câmara Municipal de Castro Verde) foi projetado em 1890, todavia em virtude da existência de uma capela no local só foi construído oito anos depois. A sua inauguração ocorreu por fim em 1913. 

Paços do Concelho e Padrão ou Pelourinho, Castro Verde
Paços do Concelho e Padrão, Castro Verde

Padrão, Pelourinho ou Obelisco

À frente dos Paços do Concelho encontra-se um monumento denominado de Padrão (também chamado ora “Pelourinho”, ora “Obelisco”), que contém um medalhão de jaspe e uma pedra com texto em baixo.

Este monumento foi criado com o intuito de evocar a Batalha de Ourique. Assim sendo, foi inicialmente colocado na localidade de São Pedro das Cabeças.

No entanto, após ter sido atingido por um raio que quase o destruiu foi colocado no local atual. 

=> Agora siga para o lado, onde se localiza a Basílica Real (ou Igreja Matriz).

E) fotografar a Basílica Real

A Basílica Real de Nossa Senhora da Conceição (5), ou Igreja Matriz, do século XVIII, está classificada como imóvel de interesse público.

Com efeito, trata-se de um edifício de uma só nave, revestido de azulejos setecentistas policromados, que contém uma representação cenas da Batalha de Ourique. Uma vez que esta terá ocorrido na região e consolidado a Reconquista Cristã no século XII.

Castro Verde Basílica Real
Basílica Real, Castro Verde

Dentro da Igreja podes visitar o Tesouro da Basílica Real, que possui um núcleo museológico de arte sacra. 

Nas traseiras da Basílica pode igualmente usufruir de um agradável jardim e miradouro que permite observar um magnífico horizonte da paisagem tipicamente alentejana.

Miradouro Basílica Real, Castro Verde
Miradouro junto da Basílica Real, Castro Verde

=> Continue a descer por este antigo eixo de Castro Verde, a Rua D. Afonso Henriques. No final vire à direta para o Largo Victor Guerreiro Prazeres. Na esquina localiza-se a antiga cadeia (prisão até à década de 1950).

=> No Largo Victor Guerreiro Prazeres tem a Igreja da Misericórdia e ao fundo a Fábrica das Artes/Conservatório Regional do Baixo Alentejo e o Museu da Lucerna. 

F) visitar o Museu da Lucerna

O Museu da Lucerna (6), inaugurado em 2004, tem uma interessante coleção de lucernas romanas (lanternas com combustível e pavio).

Surpreendentemente, trata-se da maior coleção do mundo de lucernas encontradas num mesmo local, cerca de 20.000 exemplares (!) foram descobertos na localidade de Santa Bárbara dos Padrões.

De fato, foi um local de ocupação romana com santuário campestre desde o século II a.c. até século V/VI d.c. A investigação arqueológica sugere um santuário nascido de uma fonte de águas medicinais onde surpreendentemente se depositaram milhares de lucernas.

Assim sendo, neste museu é explicado detalhadamente a produção e utilização deste objeto e a sua decoração com personagens mitológicos, animais, plantas, etc. Ademais há informação sobre o local onde estes objetos foram encontrados.

A entrada no museu é gratuita!

Lucerna no Museu da Lucerna, Castro Verde
Lucerna no Museu da Lucerna, Castro Verde

=> Em seguida, desça a Rua 5 de Outubro, vire à direita para a Rua da Aclamação e tem no nº 60 a Taberna do João das Cabeças.

G) Petiscar na Taberna do João das Cabeças

A Taberna do João das Cabeças (7) está integrada na Rota das Tabernas Alentejanas, com o propósito de perpetuar este rico património cultural alentejano (as tabernas).

Assim, aqui servem-se exclusivamente bebidas, pão e um petisco muito apreciado: cabeça de borrego assada no forno a lenha. Quando lá fomos estava esgotado, dada a grande procura!

Taberna do João das Cabeças em Castro Verde
Taberna do João das Cabeças, Castro Verde

=> Continue pela Rua da Aclamação e vire à esquerda para a Rua Gago Coutinho e depois à esquerda para Rua do Cap. Henrique Galvão.

=> Depois logo no início da Rua do Cap. Henrique Galvão, vire à direita para a Rua do Barranco de São Caetano até à Rua do Moinho. Avista logo após a Rotunda dos Porcos.

H) observar a Rotunda dos Porcos

A Rotunda dos Porcos (8), denominada “Monumento evocativo da Feira Porcina”, foi criada com o fim de lembrar o ambiente natural e as atividades tradicionais de agricultura e pastorícia.

Rotunda dos Porcos, Castro Verde
Rotunda dos Porcos, Castro Verde

=> Ao lado encontra um enorme espaço de terra batida, é o Largo da Feira. Naquela zona há vários restaurantes e ao fundo um moinho. Atravesse o Largo da Feira até ao Moinho de Vento.

I) Subir ao Moinho de Vento

O Moinho de Vento (9), existente em 1813 e recuperado em 2003, destaca-se pela sua cor branca e uma barra azul, com grandes velas de pano por fora.

Em seguida entre no moinho e suba ao piso superior por umas estreitas escadas de pedra em redondo.

Lá em cima vai descobrir uma grande mó com mecanismo de madeira, onde pode ver, com recurso à força do vento, o moer dos grãos de trigo para produzir farinha.

Moinho de Vento, Castro Verde
Moinho de Vento, Castro Verde

=> Volte pela Rua da Eira até perto dos restaurantes (onde já esteve). Suba pela Rua de Fialho de Almeida. Nesta rua encontra várias lojas de comércio, drogarias, e artigos regionais, cafés, restaurantes, hotel, bancos, farmácia, etc.

=> No nº 48 da Rua de Fialho de Almeida tem a Panificadora/Pastelaria Constantinos. Em suma, trata-se de uma padaria tradicional (que usa o fermento tradicional da massa do dia anterior) que coze pão alentejano, língua da sogra, costas e popias caiadas (brancas) feitas com a massa do pão.

No nº 69 encontra uma moderna loja de bicicletas (Bikezone), no nº 38 o Vila Verde Hotel e em frente no nº 65 a Casa Dona Maria.

Panificadora Constantinos, Castro Verde
Panificadora Constantinos, Castro Verde

J) Fotografar a Casa da Dona Maria

A Casa da Dona Maria (10) é uma casa senhorial, do início do século XX, de construção original. O edifício tem uma torre e um conjunto de elementos decorativos em betão (procurando destacar o uso deste material) e encontra-se forrado a azulejos.

Casa da Dona Maria, Castro Verde
Casa da Dona Maria, Castro Verde

=> Suba pela Rua de Fialho de Almeida e chega ao Cine-Teatro Municipal de Castro Verde.

K) Observar o Cine-Teatro Municipal

O Cine-Teatro Municipal de Castro Verde (11), inaugurado em 1992, é um local onde ocorrem espetáculos de natureza variada, cinema teatro, dança e muito mais. No r/c do edifício encontra um café com esplanada.

Cine Teatro Municipal, Castro Verde
Cine-Teatro Municipal, Castro Verde

=> Continue a subir a Rua de Fialho de Almeida e chega à Rotunda das Ovelhas (onde já esteve). Continua em frente pela Rua da Seara Nova, passa o Parque Infantil de Castro Verde. Junto deste Parque tem informação sobre a Reserva da Biosfera de Castro Verde (da UNESCO) e sobre as aves vulneráveis e em perigo na região.

=> Se tiver energia podes continuar pela Rua da Seara Nova, passa junto ao terminal rodoviário e chega à Rotunda dos Cristais.

L) Fotografar a Rotunda dos Cristais

A Rotunda dos Cristais (12), denominada “Monumento à Riqueza do Subsolo”, tem uma composição escultórica de cristais, com o intuito de lembrar a exploração do homem do minério existente no subsolo, para seu benefício.

Rotunda dos Cristais, Castro Verde
Rotunda dos Cristais, Castro Verde

=> Chegou ao fim do Roteiro em Castro Verde. Ao fundo tem o quartel dos Bombeiros Voluntários de Castro Verde.

O Que Ver e Fazer Perto de Castro Verde?

Fazer Bird-watching NA Reserva da Biosfera (UNESCO)

No meio da Reserva da Biosfera de Castro Verde (da UNESCO), vivem inúmeras espécies de animais, parte das quais ameaçadas na Europa.

Entre as aves que utilizam a estepe cerealífera para alimentação, nidificação e abrigos destacam-se sobretudo as exuberantes abetardas, sisões, grous, águias-caçadeiras, águias imperiais, peneireiros-das-torres e cortiçóis-de-barriga-preta. As Abetardas são as mais emblemática e as maiores aves da Europa.

Ademais, entre as aves mais predominantes encontram-se as rolas, perdizes, cotovias, codornizes, cegonhas-brancas e muitas outras, cuja permanência na região depende da época do ano.

Garça na Reserva da Biosfera da UNESCO, Castro Verde
Garça na Reserva da Biosfera da UNESCO, Castro Verde

No concelho de Castro Verde encontra também lebres e coelhos-bravos, que fazem parte da dieta dos linces-ibéricos, raposas, saca-rabos e ginetas. Junto às linhas de água encontras quer lontras, quer rãs, cágados, salamandras e cobras de água. Os repteis também habitam a região, como por exemplo as cobras, lagartos e sardões.

fazer compras na Feira de Castro

No terceiro fim-de-semana de outubro realiza-se a Feira de Castro, que é inegavelmente a maior feira do Baixo Alentejo e uma das maiores de Portugal.

Esta feira terá tido inicio em 1620, por ordem do rei Filipe II, que a terá criado com o propósito de angariar fundos para a reconstrução da Igreja dos Remédios – angariação que durou por mais de 200 anos.

Pórtico da Feira de Castro, Castro Verde
Pórtico da Feira de Castro, Castro Verde

Para além das habituais compras na feira, existem entretanto atividades culturais e espetáculos.

Acima de tudo, destacamos a tradição dos Tocadores de Viola Campaniça e Cantadores de Despique e Baldão (“Cante Alentejano ao desafio”), algo único a presenciar! Ainda mais, o “Cante Alentejano está classificado como Património Cultural Imaterial da Humanidade (da UNESCO).

passear pelo “Campo Branco”

Castro Verde encontra-se rodeado de extensas planícies, denominadas “Campo Branco”, que se assemelham às estepes da Europa Central. Aqui observam-se, de forma dominante, os campos de trigo, aveia e cevada, produzidos em sequeiro nos solos pobres, bem como extensas pastagens para ovelhas e vacas.

Estes campos encontram-se ponteados por montados de azinheiras (produção de bolota e lenha), de sobreiros (cortiça, bolota e lenha), olivais (azeite), vinha (vinho) e matos de estevas.

LikedPlaces Estepe com Vacas, Castro Verde
Vacas na Planície, Castro Verde

Este habitat de baixa altitude constitui um ótimo local para “Bird-watching”, pois aqui vivem inúmeras aves, como algumas das espécies mais ameaçadas. Na região predomina o clima mediterrânico, a saber com pouca chuva e irregular, verão seco e muito quente e inverno fresco.

Restaurantes em Castro Verde

Gastronomia eM Castro Verde

Em Castro Verde, a gastronomia local contém vários pratos tradicionais, a saber as açordas, migas e sopas de pão.

A gastronomia tem também como ponto forte o porco alentejano e seus respetivos pratos, bem como as linguiças chouriças e paios. Ainda mais, também é tradicional o ensopado de borrego e a cabeça de borrego assada.

Contudo no verão, quando está muito calor, o prato forte é o gaspacho.

O concelho de Castro Verde também tem toda uma riqueza de queijos frescos ou secos de ovelha e cabra, assim como requeijões.

Da doçaria destacam-se sobretudo as línguas da sogra, folhados de gila, queijadas de requeijão e popias.

Tabernas de Castro verde

São famosas as Tabernas de Castro Verde (que fazem parte da Rota das Tabernas Alentejanas), onde se provam petiscos, como por exemplo a Taberna do João das Cabeças, acima descrita.

Local: Rua da Aclamação, nº 60, Castro Verde

Restaurante O Bombeiro

O Restaurante “O Bombeiro”, como o nome indica situa-se Junto aos Bombeiros Voluntários de Castro Verde. 

Este restaurante, em suma, tem pratos simples típicos do Alentejo e a preços económicos. O serviço é eficiente e o espaço despretensioso, com uma sala quadrada e ampla com duas enormes janelas. As mesas são quase “corridas”, mas onde todos têm o seu espaço.

É um restaurante muito procurado (pelos residentes) pois os pratos são bons.

Comemos carne de porco com amêijoas e iscas fritas com batata cozida e estavam muito bons. Recomendamos!

Restaurante O Bombeiro, Castro Verde
Restaurante O Bombeiro, Castro Verde

Local: Rua da Seara Nova, Junto aos Bombeiros Voluntários, Castro Verde

Alojamento em Castro Verde

Castro Verde tem várias opções de alojamento e para todos os gostos. Pesquise aqui as melhores opções aos melhores preços.


Mais informações:

Posto de Turismo: Telefone 286328148 ou www.cm-castroverde.pt

Faça o Pin deste artigo para usufruir Castro Verde ao máximo e quando quiser.

PIN Roteiro em Castro Verde
PIN Castro Verde

Locais a visitar no Alentejo

Para saber mais sobre os locais que recomendamos no País, então visite a página Destinos em Portugal.

Este artigo contém links afiliados. Ao fazer uma compra através desses links, não paga mais por isso e ajuda a manter este blog. Gratos!

Gostou deste artigo? Partilhe-o por favor com os seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on print
Print
Share on email
Email
Temas
Top Artigos
Categorias
Escolher Categoria
Alojamento

Booking.com

Blog Membro
Selo ABVP Associação de Bloggers de Viagem Portugueses
Previsão do Tempo
Previsão do Tempo