Share on facebook
Share on pinterest
Share on print

Descubra um símbolo da epopeia marítima portuguesa (séc. XV-XVI), o Padrão dos Descobrimentos e a vista de Belém e do Tejo do seu miradouro.

O Padrão dos Descobrimentos fica situado em Belém, na zona ocidental de Lisboa, junto ao Rio Tejo.

Em forma de caravela estilizada, com três grandes velas enfunadas pelo vento, este monumento é maior do que nos parece à primeira vista ser. Além disso, tem um miradouro soberbo no seu topo e uma rosa-dos-ventos no terreiro em frente.

Dos dois lados do Padrão podem igualmente ver-se estátuas de figuras históricas ligadas à epopeia dos Descobrimentos Portugueses (séculos XV e XVI), à cultura e à religiosidade da época e à família real.

Querem saber mais sobre o Padrão dos Descobrimentos? Então venham visitá-lo connosco!

Padrão dos Descobrimentos – Curiosidades

Sabia que o atual Padrão dos Descobrimentos não é a versão original?

Em 1940 foi construído um Padrão dos Descobrimentos para a Exposição do Mundo Português, contudo este continha materiais perecíveis (por exemplo: gesso, estopa e madeira).

Os seu autores eram os portugueses arquiteto Cottinelli Telmo e escultor Leopoldo de Almeida. 

Posteriormente, em 1960, para as comemorações dos 500 anos da morte do infante D. Henrique, o monumento original foi substituído.

Assim, o atual Padrão dos Descobrimentos foi construído em betão e revestido em cantaria de pedra calcária rosal de Leiria. As esculturas por outro lado, foram elaboradas em cantaria de calcário de Sintra. 

Espelho de Água perto do Padrão dos Descobrimentos, Belém, Lisboa
Espelho de Água perto do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

Bem perto do Padrão dos Descobrimentos existe um enorme espelho de água, com um restaurante no meio. É interessante como este espelho acrescenta ainda mais beleza ao local. Não acham?

Exterior do Padrão dos Descobrimentos

O conceito do monumento é de tal forma que a vista do Rio Tejo sugere que a embarcação avança sobre as águas, com o Infante D. Henrique na proa.

Vista do Rio Tejo para o Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Padrão visto do Rio Tejo, Lisboa

Nas faces nascente e poente do monumento podem ver-se três estruturas triangulares, encurvadas, como se fossem velas de uma caravela e que dão a ilusão de serem movidas pelo vento.

Vista lateral do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Vista Poente do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

Acima das “velas” encontram-se 2 escudos portugueses, com 5 quinas. Estas por sua vez, estão envolvidas por uma faixa de 12 castelos, com flores-de-liz estilizadas ao centro.

A vista de norte mostra-nos a entrada do monumento, acima da qual está representada na fachada uma surpreendentemente enorme espada da Ordem de Aviz. Esta é a mais antiga ordem portuguesa, ligada desde o início dos Descobrimentos.

Vista Norte do Padrão dos Descobrimentos com a Rosa dos Ventos, Lisboantos, Lisboa
Vista Norte do Padrão com a Rosa dos Ventos, Lisboa

De cada lado do monumento existe uma esfera armilar de metal em cima de uma plataforma de pedra.

Esfera armilar junto ao Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Esfera armilar junto ao Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

Figuras do Padrão dos Descobrimentos

O Padrão contém estátuas de 33 pessoas importantes na história dos descobrimentos portugueses, a saber navegadores, cartógrafos, colonizadores, cronistas, artistas e outras personagens.

À exceção da figura da proa, que tem 9 metros de alturas, todas as outras estátuas têm igualmente 7 metros.

PRINCIPAL PERSONAGEM do monumento aos descobrimentos

Na proa da caravela, segurando um barco na mão direita e um mapa na mão esquerda, encontra-se primeiramente o Infante D. Henrique.

Estátua do Infante Dom Henrique no Padrão dos Descobrimentos em Belém, Lisboa
Infante Dom Henrique no Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

Este navegador foi um dos filhos do rei D. João I e de D. Filipa de Lencastre.

O Infante D. Henrique, que viveu de 1394 a 1460, foi inegavelmente uma das principais personalidades dos Descobrimentos Portugueses.

Com efeito, a ele devem-se as descobertas dos arquipélagos da Madeira, dos Açores e de Cabo Verde.

Assim como a passagem do Cabo Bojador, que marcou o “início dos descobrimentos” na costa ocidental de África.

Entretanto, se quiserem saber mais sobre este personagem da história e estiverem no Algarve, não percam uma visita à Ermida de Guadalupe, a 15 km de Sagres.

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS – Personagens do lado poente

A poente do monumento e a partir do rio encontram-se: (os números identificam as estátuas)

Estátuas lado poente do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Estátuas lado poente do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
  1. Infante D. Henrique;
  2. Infante D. Fernando ajoelhado (irmão do Infante D. Henrique);
  3. João Gonçalves Zarco (navegador e um dos primeiros colonos da Madeira);
  4. Gil Eanes com um instrumento náutico (navegador que primeiro passou o Cabo Bojador);
  5. Pêro de Alenquer (piloto que acompanhou Vasco da Gama);
  6. Pedro Nunes segurando uma esfera armilar (matemático)
  7. Pêro Escobar com uma bandeira (piloto e descobridor de São Tomé e Principe);
  8. Jácome de Maiorca com um instrumento náutico (cartógrafo);
  9. Pêro da Covilhã (navegador);
  10. Eanes de Zurara com um pergaminho da Crónica de D. João I (cronista);
  11. Nuno Gonçalves com uma paleta e pincel (pintor);
  12. Luis de Camões segurando um pergaminho com um excerto do Canto VII dos Lusíadas (poeta);
  13. Frei Henrique de Coimbra (missionário franciscano no Brasil);
  14. Frei Gonçalo de Carvalho (missionário dominicano na Índia)
  15. Fernão Mendes Pinto com um bordão (escritor e explorador);
  16. Dona Filipa de Lencastre ajoelhada (rainha e mãe dos Infantes D. Henrique, Fernando e Pedro);
  17. Infante D. Pedro ajoelhado (irmão do Infante D. Henrique).

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS – Pessoas do LADO Nascente

A nascente do monumento e a partir do rio encontram-se: (os números identificam as estátuas)

Estátuas lado nascente do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Estátuas lado nascente do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
  1. Infante D. Henrique;
  2. Dom Afonso V ajoelhado (Rei de Portugal);
  3. Vasco da Gama (navegador que descobriu o caminho marítimo para a Índia);
  4. Afonso Baldaia (navegador e um dos primeiros colonos dos Açores);
  5. Pedro Álvares Cabral comum instrumento náutico (navegador que descobriu o Brasil);
  6. Fernão de Magalhães segurando um anel náutico (navegador que primeiro circum-navegou a Terra);
  7. Nicolau Coelho segurando uma bandeira (navegador que acompanhou Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral);
  8. Gaspar Corte-Real (navegador que descobriu a Gronelândia);
  9. Martim Afonso de Sousa com a bandeira portuguesa (navegador e 1º governador do Brasil);
  10. João de Barros com um pergaminho e uma pena (escritor e historiador);
  11. Estevão da Gama empunhando um escudo e uma espada (capitão e filho de Vasco da Gama);
  12. Bartolomeu Dias segurando um padrão (navegador que primeiro passou o Cabo da Boa Esperança na África do Sul);
  13. Diogo Cão (navegador que primeiro chegou ao Rio Congo);
  14. António de Abreu (navegador que primeiro chegou às Molucas, Timor e eventualmente Austrália);
  15. Afonso de Albuquerque mostrando a espada (governador e 2º Vice-Rei da Índia);
  16. São Francisco Xavier (missionário jesuíta na Ásia);
  17. Cristóvão da Gama (capitão e filho de Vasco da Gama).

Interior do Padrão dos Descobrimentos

Primeiramente subimos um lanço de escadas ao centro do Padrão e chegamos a um átrio sobrelevado. Daqui já se consegue obter uma vista para a zona envolvente ao monumento. Posteriormente passa-se um portal e podemos aceder ao seu interior.

No interior do Padrão existem vários espaços, a saber um Auditório, uma Sala de Exposições, várias dependências e o acesso ao miradouro no topo. A última exposição temporária que aí assistimos foi de fotografia.

Miradouro do Padrão dos Descobrimentos

Justifica igualmente uma visita ao topo do Padrão dos Descobrimentos, onde a 56 metros de altura fica um incrível miradouro.

Vista do Miradouro do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Vista do Miradouro do Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

Com efeito, lá de cima, do terraço, é possível usufruir uma excelente vista sobre o Rio Tejo, jardins e a monumentalidade de Belém, com o Mosteiro dos Jerónimos, o CCB (Centro Cultural de Belém) e muitos outros. 

Rosa dos Ventos (Padrao Descobrimentos)

No terreiro de acesso ao Padrão encontramos uma enorme Rosa-dos-Ventos, que nos dá uma noção do que os portugueses percorreram no mundo.

Esta Rosa-dos-Ventos tem, antes de mais nada, 50 metros de diâmetro! Foi oferecida a Portugal pela África do Sul em 1960, por ocasião da comemoração dos 500 anos da morte do Infante D. Henrique, ao passo que é da autoria do arquiteto português Luis Cristino da Silva.

Lisboa Rosa dos Ventos no piso em frente ao Padrão dos Descobrimentos em Belém
Rosa dos Ventos em Belém, Lisboa

A Rosa-dos-Ventos foi feita em cantaria de mármore de lióz, negro e vermelho e encontra-se, além disso, rodeada por pavimento de calçada portuguesa, formando umas ondulações. Tem representados “em grande” quer os quatro pontos cardeais principais, quer os seus pontos intermediários.

No centro da Rosa-dos-Ventos encontra-se um planisfério de 14 metros de largura, com outras rosas-dos-ventos e elementos ligados ao mar, como por exemplo caravelas e seres marinhos (peixe, sereia e outros).

Lisboa Mapa Mundi da Rosa dos Ventos em frente ao Padrão dos Descobrimentos em Belém Sobre Nós
Mapa Mundi da Rosa dos Ventos em Belém, Lisboa

Já visitámos este espaço várias vezes, mas mantemos sempre um fascínio pela Rosa-dos-Ventos. Tal leva-nos a querer colocar os nossos pézinhos em cima da Rosa-dos-ventoso!

Sim, podemos fazê-lo e ganhar a noção das distâncias entre as várias zonas da Terra! É sobretudo o nosso gostinho das viagens a falar mais alto, quando estamos em Lisboa …

Padrão dos Descobrimentos – Preço e Horários

Para mais informações sobre as visitas ao monumento, os horários e o preço dos bilhetes, indicamos o site oficial.

Local: Avenida de Brasília – Belém- Lisboa

Mais informações:  www.padraodosdescobrimentos.pt

Como Chegar a Belém

Mapa em Belém

localização de belém

Belém localiza-se na zona ocidental de Lisboa, junto à entrada do Rio Tejo. No entanto, é facilmente acedível de carro ou de transportes públicos.

Acesso a Pé

Se estiver na Praça do Império: Na direção do rio encontra-se um túnel, que se atravessa (por debaixo da linha férrea) e acede-se ao Padrão dos Descobrimentos.

Túnel de Acesso ao Padrão dos Descobrimentos, Lisboa
Túnel de Acesso ao Padrão dos Descobrimentos, Lisboa

estacionamento em Belem

Estacionamento público: perto no exterior e no CCB coberto.

Eletrico para Belem

Elétrico nº 15 => Paragem Belém (operador Carris: Horários)

AUTOCARROs para belem

Autocarros 714, 727, 728, 729 e 751 => Paragem Belém (operador Carris: Horários)

COMBOIO belem

Estação do Cais do Sodré => Estação de Belém (operador CP: Horários)

O Que Fazer em Belem

Visitar o Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos é uma obra notável de arquitetura portuguesa do século XV, situado junto ao rio Tejo. Desde 1983 que é Património Mundial da UNESCO.

O monumento foi mandado construir com o fim de perpetuar a memória dos Descobrimentos Portugueses. Serviu de mosteiro para os monges da Ordem de São Jerónimo (a que deve o nome), bem como de panteão para a realeza, heróis e poetas portugueses.

Lisboa Repuxo na Praça do Império com Mosteiro dos Jerónimos em Belém
Praça do Império com Mosteiro dos Jerónimos em Belém, Lisboa

Local: Praça do Império – Belém – Lisboa

Visitar o Centro Cultural de Belém e o museu coleção berardo

O complexo do Centro Cultural de Belém (CCB) é constituído por centros de espetáculos, de exposições e de reuniões. O CCB tem apresentado uma programação cultural de qualidade, de nível internacional.

Integra o Museu Coleção Berardo, de arte moderna e contemporânea. Este é o museu mais visitado em Portugal e um dos melhores museus de arte da Europa.

Lisboa Centro Cultural de Belém CCB onde está o Museu Coleção Berardo
Centro Cultural de Belém com Museu Coleção Berardo, Lisboa

Local: Praça do Império – Belém – Lisboa

outros monumentos, museus e jardins em Belém

Belém é um inegavelmente um dos locais mais procurados pelos turistas. Entre os monumentos e museus mais visitados estão: Torre de Belém, MAAT, Museu Nacional dos Coches, Museu Nacional de Arqueologia, Museu de Arte Popular, Museu da Marinha, Museu da Presidência da República e Planetário Calouste Gulbenkian.

Dos espaços verdes em Belém destacamos o Jardim Botânico Tropical, o Jardim da Praça do Império e o Jardim da Torre de Belém.

Além disso, aqui podem-se provar os gostosos Pastéis de Belém.

Alojamento em Lisboa

Lisboa tem uma oferta de alojamento extensa e de qualidade, para todas as carteiras. Veja aqui a melhor opção para si.

Faça o Pin deste artigo para usufruir o Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, ao máximo e quando quiser!

PIN Padrão Descobrimentos Belem Estatua Infante Dom Henrique
PIN Padrão dos Descobrimentos Belem Espelho de agua
PIN Padrão dos Descobrimentos em Belém Portugal

Lugares para visitar em Lisboa

Mais Destinos Perto de Lisboa

Para saber mais sobre outros LikedPlaces, descubra a nossa página Destinos em Portugal.

Este artigo contém links afiliados. Ao fazer uma compra através desses links, não paga mais por isso e ajuda a manter este blog. Gratos!

Gostou deste artigo? Então, partilhe-o por favor com os seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on print
Print
Share on email
Email
Temas
Top Artigos
Categorias
Escolher Categoria
Alojamento

Booking.com

Blog Membro
Selo ABVP Associação de Bloggers de Viagem Portugueses
Previsão do Tempo
Previsão do Tempo