Share on facebook
Share on pinterest
Share on print

Descubra o que pode ver e fazer na típica aldeia do Azinhal, no sossego da serra e perto do Rio Guadiana, a 10 km de Castro Marim, no Algarve.

Convidamo-lo a passear até à tranquila aldeia do Azinhal, que visitámos no meio da paisagem de serra, no concelho de Castro Marim.

Nesta aldeia típica ora pode-se comer doces regionais verdadeiramente maravilhosos, ora visitar uma queijaria de leite de cabra de raça algarvia e ver ao vivo a arte da cestaria em tabua e empreita.

Ainda mais, até se pode ter a oportunidade de fazer compras no mercadinho de rua ou aventurar-se numa caminhada.

Moinho, Vista a partir da Aldeia do Azinhal, Castro Marim
Vista a partir da Aldeia

Assim, venha daí visitar o Algarve serrano, na aldeia do Azinhal!

MAPA DO AZINHAL (Castro Marim)

Os números (#) no Mapa e no Texto identificam os locais a visitar:

Visitar a Aldeia do Azinhal (Castro Marim)

No Algarve existem outros povoados chamados “Azinhal”, que geralmente devem o seu nome a ali haver um conjunto de azinheiras. Estas árvores chegam a viver 1.000 anos, atingem 25 metros de altura e produzem bolotas doces (utilizadas sobretudo para alimentar os animais).

Antes de tudo, este Azinhal que visitámos no concelho de Castro Marim encontra-se próximo do Rio Guadiana, em plena serra algarvia.

Quadro Informativo com mapa do Azinhal em Castro Marim

Na aldeia, de caríz predominantemente agrícola, dominam as casas brancas, boa parte delas recuperadas, com ocupação sobretudo aos fins-de-semana e nas férias.

No início do Azinhal encontramos um grande largo com jacarandás, onde podemos nos sentar à sombra nos bancos (onde surpreendentemente estão afixadas quadras poéticas). Mais à frente, segue-se o Largo do Mercado, onde fica o Café Central, a Pastelaria “A Prova” e a Junta de Freguesia do Azinhal.

Conhecer a Queijaria do Azinhal

(1) O Azinhal é famoso pelos queijos de cabra produzidos na Queijaria do Azinhal, situada no Centro Multiusos.

Visitámos a Queijaria do Azinhal, que procura preservar as técnicas tradicionais de fabrico de queijo de cabra de raça algarvia. Esta queijaria recolhe o leite dos caprinicultores da região e produz quer queijo de cabra fresco, quer queijo de cabra com ervas aromáticas e iogurte de cabra pasteurizado.

Queijaria do Azinhal, Castro Marim. Montagem fotos de queijo fresco, frascos de iogurte e cabra algarvia
Queijaria do Azinhal

Além do leite, a queijaria utiliza igualmente outros ingredientes naturais, como cardo, que nasce espontaneamente na região, e sal de Castro Marim, recolhido manualmente.

Entrada Queijaria do Azinhal, Centro Multiusos, Castro Marim
Entrada da Queijaria do Azinhal

A Queijaria do Azinhal funciona graças à parceira entre a Câmara Municipal de Castro Marim e a ANCCRAL (Associação Nacional dos Criadores de Caprinos de Raça Algarvia), com a finalidade de valorizar o leite e o queijo de cabra de raça algarvia.

Cabra de raça algarvia

A cabra de raça algarvia é uma raça é autóctone do Algarve, que tem expressão sobretudo junto das comunidades serranas do concelho de Castro Marim e que se alimentam em pastagens naturais.

O leite de cabra tem cada vez mais adeptos, não só por ser rico em proteínas, sais minerais, vitaminas, antioxidantes, mas também ter menos colesterol e lactose do que o leite de vaca.

Centro Multiusos do Azinhal

Além da Queijaria, o Centro Multiusos do Azinhal acolhe um posto dos bombeiros e um mercado que aí funciona quando há atividades, sendo decerto um bom local para o “comes e bebes” de produtos tradicionais.

Entrada do Centro Multiusos do Azinhal, em Castro Marim
Entrada do Centro Multiusos, Azinhal

Assistir à arte da Cestaria no Azinhal

(2) A cestaria tem igualmente tradição no Azinhal.

À entrada da aldeia do lado direito, estivemos na casa do artesão Romeirinha. Este senhor com habilidade faz ora cestos e cadeiras em tabua (atenção que não é “tábua”), ora em corda. A tabua é o caule de uma planta que cresce junto de lagos e ribeiras de água doce.

Cestaria Sr Romeirinha no Azinhal
A arte da cestaria

Nós tivemos o privilégio de ver o senhor Romeirinha colocar a tabua num banco, sempre hábil e atento ao trabalho para não se enganar. Homem afável, hospitaleiro e disponível a responder a todas as nossas perguntas. Aos seus pés estava a sua inseparável cadela, a Pitucha.

Cestaria do Azinhal, em Castro Marim
Cestaria do Azinhal

Os produtos deste artesão podem ser comprados ou no local, ou em feiras pelo concelho. Há também a possibilidade de encomendar de acordo com as nossas necessidades e preferências. Um contacto a não perder!

Mais artesanato no azinhal: Rendas de bilros

Com tradição no Azinhal são igualmente as rendas de bilros, cujos bordados têm inspirações em plantas da região. As rendas de bilros, oriundas da Flandres, terão chegado no passado ao Algarve, através de comerciantes que aqui vinham comprar ora figos secos e amêndoas, ora outros produtos locais.

Passear no Largo do Mercado

(3) No Largo do Mercado existe um café com esplanada e é o local onde ficam os vendedores ambulantes que vêm à aldeia. Aliás, assistimos a um vendedor que estacionou a carrinha, grelhou e vendeu ali frangos no churrasco!

Bancos com poesia no Largo do Mercado, Azinhal Castro Marim
Bancos com poesia no Largo do Mercado, Azinhal

Do outro da rua, fica o jardim com jacarandás e bancos, os quais têm afixadas quadras poéticas populares.

Mercado Mensal do Azinhal

No último domingo de cada mês realiza-se o Mercado Mensal do Azinhal, que tem lugar no Largo do Mercado.

Aqui os visitantes podem comprar uma variedade de produtos, desde os produtos locais (a saber frutas e legumes, mel e queijos), artigos de uso pessoal e utilitários (sapatos, plásticos, etc.) e muito mais.

Largo do Mercado, Azinhal, Castro Marim
Largo do Mercado, Azinhal

O Mercado Mensal do Azinhal é igualmente uma ocasião para poder ver os artesãos ao vivo, a fazerem os cestos, a trabalhar a empreita (folhas de palma entrelaçadas que dão forma a chapéus e malas) e a tecer as rendas de bilros.

Ali igualmente também pode-se assistir a animação musical.

Caminhada Pedestre no Azinhal (dia do Mercado Mensal)

Achámos interessante que no dia do Mercado Mensal costuma haver uma caminhada pedestre para quem quiser aparecer.

Reunindo normalmente um bom número de participantes, esta caminhada é decerto uma oportunidade para conhecer a aldeia do Azinhal e a área envolvente.

Saborear os doces regionais na Pastelaria “A Prova”

(4) Para os mais gulosos, a não perder no Azinhal são os bolos e doces regionais. Entre estes contam-se o bolo de massa do Azinhal (com canela e erva-doce), as filhoses e os doces de amêndoa, figo, mel e alfarroba.

Azinhal A Prova doces regionais pastelaria
Doces Regionais da Pastelaria A Prova

Na Pastelaria A Prova podem ser provados os bolos regionais (e outros), acompanhados de algo para beber frio no verão ou de um “cházinho” ou chocolate quente no inverno.

Esplanada de A Prova Pastelaria no Azinhal
Pastelaria A Prova

Junta de Freguesia do Azinhal

(5) O Azinhal é sede de uma das quatro freguesias do concelho de Castro Marim (as outras são Castro Marim, Odeleite e Altura).

Achámos interessante o edifício da junta de freguesia por estar pintado em cores semelhantes a outras construções no Azinhal: branco e azul. Fica no Largo de Santa Bárbara, com laranjeiras, e onde se situam a Casa do Povo e a ARCA.

Junta Freguesia do Azinhal, Castro Marim
Junta Freguesia do Azinhal

Casa do Povo

(6) A Casa do Povo do Azinhal procura promover os usos e costumes da região junto da população. A aldeia possui um Rancho Folclórico do Azinhal.

Casa do Povo do Azinhal, em Castro Marim
Casa do Povo do Azinhal

Festival de Folclore do Azinhal

Anualmente ocorre o Festival de Folclore do Azinhal, com a presença de grupos de Portugal e do estrangeiro.

Conhecer a ARCA

(7) A Associação Recreativa e Cultural do Azinhal (ARCA) encontra-se instalada numa antiga casa de arquitetura popular da aldeia (a casa do Ti Nicolau). Esta casa foi recuperada e adaptada às necessidades da ARCA.

Associação Recreativa e Cultural do Azinhal
Associação Recreativa e Cultural do Azinhal

Este espaço tem, entre outras, uma área de exposições ligadas ao mundo rural e um centro de artes e ofícios, Quando estivemos lá estava encerrado.

Fotografar a Igreja Matriz

(8) Numa extremidade da aldeia encontra-se a Igreja Matriz do Azinhal (ou do Espírito Santo).

Igreja do Azinhal, Castro Marim
Igreja do Azinhal

De aspeto um pouco invulgar, a igreja apresenta uma nave redonda, apoiada por contrafortes, e uma cúpula semelhante a um farol.

Ver os Moinhos de Vento

(9) Ali perto fica um dos moinhos de vento do Azinhal, que funcionaram no passado. Junto deste moinho de vento tem-se uma boa vista sobre o Rio Guadiana e a fronteira com Espanha.

Moinho de vento no Azinhal
Moinho de vento no Azinhal

Fazer Percursos Pedestres no Azinhal

O Azinhal é procurado pelos amantes da natureza, que gostam sobretudo de fazer percursos pedestres, seguindo as placas de orientação.

Percurso Pedestre “Uma janela para o Guadiana” (PR3)

O PR3 é um percurso pedestre (ou BTT) de pequena rota que permite descobrir a aldeia do Azinhal e a zona à volta. Com efeito, trata-se de um percurso circular, de aproximadamente 7,5 km e com um grau de dificuldade médio.

A altura melhor para fazer esta caminhada é na primavera, outono e inverno (ou então bem cedo no verão). Aqui pode ver a fauna, flora, Rio Guadiana e moinhos de vento antigos, com a paisagem serrana como pano de fundo.

Percurso Pedestre PR3 Janela para o Guadiana vista Ponte Internacional Guadiana
Vista para a Ponte Internacional do Guadiana no Percurso PR3, Azinhal

Ao longo do percurso passará pelos pontos de venda da doçaria e pastelaria regional, do queijo fresco de cabra, bem como avistará o estuário do Rio Guadiana com a Ponte Internacional do Guadiana e outros locais panorâmicos, onde poderá tirar fotos.

Grande Rota do Guadiana (GR15)

A Grande Rota do Guadiana (GR15) é um percurso pedestre que atravessa quatro concelhos (Vila Real de Santo António, Castro Marim, Alcoutim e Mértola) e passa em várias localidades, entre as quais o Azinhal. 

Poço antigo no Azinhal, Castro Marim
Poço antigo no Azinhal

A GR15 tem uma extensão total de cerca de 165 km e um grau de dificuldade médio. Ao longo do percurso que decorre relativamente perto do Rio Guadiana, existem vários pontos de interesse histórico, cultural e natural.

O percurso total da GR15 encontra-se dividido em cinco setores, que se interligam. O percurso do setor 2 (entre Junqueira e Odeleite) passa no Azinhal, tem 17,6 km, com possibilidade de ver o Rio Guadiana, as azinheiras e os rebanhos de cabras de raça algarvia.

Participar na Feira “Terra de Maio”

Em maio costuma realizar-se a Feira “Terra de Maio”, que ocorre no Pavilhão Multiusos do Azinhal.

Esta feira promove a raça algarvia de cabras. Assim, é o local e o momento dos produtores da região terem a oportunidade de mostrar o fruto do seu labor, a saber, os seus belos e preciosos animais! Talvez por isso o povo chame a esse evento a “Feira da Cabra”.

Como seria de esperar de qualquer evento bem português, a feira conta boa gastronomia, produtos tradicionais e com a presença dos artesãos locais. Ainda mais, há também exposições sobre vários temas, música popular, ateliers para crianças, danças e cantares tradicionais (folclore), cozinha ao vivo, e outras atividades.

O que fazer perto do Azinhal

observar a Barragem do Beliche

Saindo do Azinhal na direção de Castro Marim (pela N122), a 3 km vira-se à direita para a Barragem do Beliche, que é um dos pontos de interesse nas cercanias daquela aldeia.

Com efeito, trata-se de um bonito espelho de água. A Albufeira do Beliche foi construída na Ribeira do Beliche, em pleno barrocal do sotavento algarvio. 

Barragem do Beliche
Barragem do Beliche, Castro Marim

Com uma bacia hidrográfica de 99 km2, a Albufeira do Beliche é abastecida com água vinda da Albufeira de Odeleite através de túnel com 3 km.

Aqui, a água é captada e segue para a Tavira onde é tratada, servindo posteriormente para o abastecimento público de grande parte do Algarve.

Nas margens da Ribeira do Beliche há possibilidade de eventualmente ver alguns rebanhos de cabras da raça algarvia.

Visitar a vila de Castro Marim

A vila de Castro Marim é a sede do concelho e possui um considerável património histórico e cultural, bem como excelente gastronomia e interessante artesanato.

Vista aérea de Castro Marim
Vista aérea de Castro Marim

Saiba mais no artigo 7 locais a visitar na vila de Castro Marim.

Descobrir Odeleite, outra aldeia serrana

A aldeia de Odeleite fica situada numa encosta e disposta em formato de anfiteatro. O seu núcleo urbano é bastante típico, destacando-se a Casa de Odeleite (casa-museu).

Vista da aldeia de Odeleite
Vista da aldeia de Odeleite

Outras das suas muitas características distintivas, são os espelhos de água maravilhosos, que ali se podem usufruir.

Encontre todos os pormenores no artigo O que fazer em Odeleite, aldeia histórica no Algarve.

Alojamento perto do Azinhal

Durante a nossa visita ao Concelho de Castro Marim ficámos alojados na Companhia das Culturas. Este Ecoturismo está inserido numa propriedade agrícola de 40 hectares. Gostámos imenso da experiência!

Perto do Azinhal, recomendamos também o Recanto d’Aldeia, um projeto muito giro de Turismo Rural, localizado em Giões.

Faça o Pin deste artigo para usufruir o Azinhal ao máximo e quando quiser.

Pin Azinhal Largo do Mercado
Pin Azinhal Castro Marim cestaria
Pin Azinhal Castro Marim doces regionais

Outros Destinos no Algarve

Mais Destinos Perto em Portugal

Para saber mais sobre os locais que recomendamos no País, então visite a página Destinos em Portugal.

Este artigo contém links afiliados. Ao fazer uma compra através desses links, não paga mais por isso e ajuda a manter este blog. Gratos!

Gostou deste artigo? Por favor partilhe-o com os seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on print
Print
Share on email
Email
Temas
Top Artigos
Categorias
Escolher Categoria
Alojamento

Booking.com

Blog Membro
Selo ABVP Associação de Bloggers de Viagem Portugueses
Previsão do Tempo
Previsão do Tempo